Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Die Frau

Die Frau

Ter | 30.01.18

Somos os melhores em tudo! Pelo menos, no futebol.

D.

A FIFA divulgou um relatório onde dá a conhecer que os clubes onde dá a conhecer que as equipas portuguesas foram quem mais lucraram com as transferências.

 

Mas alguém ainda tem dúvidas de que somos os melhores em tudo o que está ligado ao futebol?

 

Ensinámos o melhor jogador do mundo. Criámos o Special One. Sabemos juntar jogadores na mesma equipa tornando-a na melhor (a prova disso foi termos ganho o Euro 2016). Construimos um estádio como fachada da melhor universidade do mundo (para quem não conhece esta piada, é o estádio do Dragão: entram pu**s e saiem escritoras). Temos os dirigentes de clubes mais contraditórios de sempre (oferecem coisas aos árbitros e queixam-se dos outros também darem).

 

Achavam mesmo que não seriamos nós os melhores nos negócios?

 

Qualquer dia não acreditam que a nossa cervejinha e o nosso tremocinho seja o melhor acompanhamento para um jogo de futebol. Era só o que faltava!!

 

Seg | 22.01.18

O pisca existe?! Não me digam!

D.

 

O pisca é um sinal que todos os veículos têm mas que nem todos os condutores parecem saber que ele existe, muito menos qual é a sua função. No trãnsito encontra-mos estes tipos de condutores:

 

Os que não usam o pisca

Infelizmente, este grupo tem uma grande número de condutores em excesso. E, por mais estranho que pareça, são precisamente estes condutores que se irritam, que chamam todos os nomes e mais alguns e que mandam para um certo sítio àqueles que fazem o mesmo: não usam o pisca!

 

Os que ligam o da esquerda e viram para a direita (ou ao contrário)

Não percebo a lógica disto. Se for no meio do trânsito e querem fugir para a faixa que anda mais rápido ainda percebo que aconteça, podem ter a intenção de ir para a da esquerda e de repente a da direita começa a andar mais rápido. Mas pôr o pisca para a esquerda quando têm a intenção de sair na saída que se encontra à direita é coisa que não entendo.

 

Os que ligam os dois piscas só porque têm pressa

Não têm uma avaria que perturbe o trânsito pois estão a andar, mas se também não têm uma mulher em trabalho de parto, nem é uma questão de vida ou de morte, não liguem os dois piscas. Vocês estão atrasados para o trabalho? Fixe para vocês! Com tanto trânsito, certamente, não serão os únicos. Só que os outros têm a decência de não usar os piscas para recuperar o tempo a mais que ficaram na cama.

 

Os que usam os piscas corretamente

Segundo o estudo da PRP em 2016, este grupo conta apenas com 53,7% dos condutores. Pouco mais de metade são os que sabem o que são e para que servem. Os meus sinceros parabéns aos condutores que fazem parte deste grupo!

 

 

E por aí, a que grupo pertencem?

Podem assumir sem medos. E se estiverem com vontade de desabafar por causa de algum filho da mãe que vos irritou no trânsito sintam-se também à vontade.

Qui | 18.01.18

Os Livros e Eu

D.

 

Para vir para aqui falar de livros é fácil de perceber que gosto de ler. Gosto de ler mas não tenho tanto tempo quanto gostaria para o fazer. Muitos são os amantes da leitura que dizem, afirmam convictos e ateimam que o "não ter tempo" é uma desculpa para quem nem sequer se dá ao trabalho de arranjar esse tal tempo. Talvez seja. Talvez, e o mais provável que seja, é que haja outras prioridades que estão acima da leitura. Eu adoro ler, é verdade. Mas não tenho a leitura no Top 5 das minhas prioridades. Leio quando me apetece, quando não tenho nada para fazer. Sem pressões. Sem preocupar-me que já ando a ler aquele livro à mais de um mês. Leio para me distrair, para me refugiar, para fugir à realidade envolvendo-me noutra história que não minha. Criei conta no GoodReads mas rapidamente desisti da ideia. Embora aquilo não nos obrigue a ler, só o facto de ser possível colocarmos metas de leitura e de vermos pessoal que lê dois livros (ou mais) em um dia faz-nos pressão para que leiamos, ou lemos ou não pertencemos aquele mundo e eu não pertenço a esse mundo. Não sendo por isso que deixe de gostar de ler. Gosto mesmo muito. Só prefiro fazer também outras coisas no meu tempo livre e não me apeteça constantemente ler.